Como é feita a produção das mudas de videiras.

Para o sucesso da produção de mudas de videira, deve-se ter um controle da qualidade genética e sanitária do material empregado, tanto do porta-enxerto quanto da copa. Além disso, precisa um rígido controle em todas as etapas de produção para se conseguir mudas de qualidade.

A Beifiur está licenciada para produção e comercialização de algumas variedades BRS da EMBRAPA e também participa do Projeto Mudas de Qualidade.

As mudas de videira em raiz nua são produzidas pelo processo de enxertia tipo inglês complicado. São entregues enraizadas, com a calosidade da enxertia recoberta por parafina, evitando assim a penetração de fungos e evitando a desidratação.

Nas raízes é colocado um gel com Trichoderma sp. e Bacillus subtilis para manter a umidade e uma proteção biológica.

 

1- Genética e manejo das matrizes de porta enxertos

Os matizeiros são oriundos de seleção genética e de sistema de cultivo por termoterapia, afim de reduzir o eliminar as contaminações por vírus, esse trabalho é realizado pela EMBRAPA. A multiplicação das estacas de porta enxerto recebe todos os cuidados durante o cultivo, com controle fitossanitário rigoroso e adubações equilibradas, de forma a garantir um máximo de acúmulo de reservas, além do monitoramento periódico para controle de viroses e doenças em todos processos.

2- Poda e preparo das estacas

Durante o inverno o material é podado e encaminhado para um galpão protegido para evitar a desidratação. Ali as estacas são cortadas nas dimensões apropriadas e conservadas em câmara fria.

3- Cultivo e seleção de gemas das variedades a serem enxertadas

A empresa, mantém matrizes, pré selecionadas por cultivo através de termoterapia e outros métodos que minimizam a contaminação com vírus e outras pragas. As matrizes periodicamente são vistoriadas e selecionadas, as melhores são mantidas na produção e as piores são eliminadas, essa seleção é feita marcando as plantas durante o período de produção e no inverno somente se coleta material das mais produtivas e com menos problemas fitossanitários que foram identificadas com uma etiqueta.

4- Enxertia

Porta-enxerto e copa de calibre semelhante e devidamente identificados por variedade são enxertados por enxertia manual do tipo “Inglês Complicado” e com máquina do tipo ômega.

5- Proteção enxerto

Imediatamente após a enxertia os enxertos são protegidos com fita biodegradável ou com cera.

6- Cicatrização dos enxertos

Em seguida os enxertos são colocados em caixas plásticas e levados para uma câmara de aquecimento onde permanecem até a cicatrização do ponto de enxertia.

7- Classificação

Após a cicatrização dos enxertos eles são retirados das caixas, selecionados um a um e parafinados e tratados com fertilizantes beifort e microorganismos para enraizamento e melhor sanidade.

8- Plantio

As mudas enxertadas são plantadas  em canteiros previamente preparados com a linha de fertilizantes beifort e com inoculantes biológicos, para que haja controle de pragas e doenças.

9- Condução do viveiro

Durante o verão as mudas recebem todos os cuidados de irrigação, tratamentos fitossanitários, despontes além de inspeções periódicas para controle de qualidade. Os tratamentos fitossanitários são prioritariamente com insumos orgânicos e com o uso de microorganismos. Em casos extremos são usados tratamentos fitossanitários convencionais.

10- Arranquio

Após a queda das folhas no inverno as mudas já se encontram prontas para serem arrancadas. As raízes são lavadas para uma melhor revisão no processo de classificação.

11- Classificação das mudas

Comprometidos com a qualidade, as mudas passam por um processo de seleção, são revisadas uma a uma, aparadas, parafinadas, agrupadas em feixes de 25 unidades e identificadas.

12- Mudas prontas

Nas mudas prontas é colocado um gel com Trichoderma sp. e Bacillus subtilis para manter a umidade e uma proteção biológica nas raízes, após são embaladas e estão prontas para entrega ao produtor.

13- Acompanhamento ao produtor

Depois da venda realizamos visita aos produtores para um acompanhamento do desenvolvimento das mudas.

(54) 3388-9050

graphia

(54)